Como Usar Óleos Essenciais – O Guia Definitivo Para Utilizar Aromaterapia com Segurança

Como Usar Óleos Essenciais – O Guia Definitivo Para Utilizar Aromaterapia com Segurança

Como usar óleos essenciais é uma dúvida frequente.

Os óleos essenciais são poderosos em benefícios fisiológicos, psicológicos e energéticos e existem muitas maneiras de utilizá-los e aproveitar os benefícios da Aromaterapia.

A forma de utilização varia de acordo com o objetivo terapêutico, o óleo essencial utilizado e mais importante: a pessoa que está sendo tratada.

É importante permitir-se experimentar, já que não existe um único tratamento que funciona para 100% das pessoas.

Continue lendo para saber mais sobre:

  1. Uso Tópico
  2. Inalação
  3. Uso Interno

1- Uso Tópico

É o processo de colocar o óleo essencial em contato com a pele, cabelo, boca, dentes, genitálias, ouvido e unhas. Como os óleos são extremamente concentrados e poderosos, é importante diluí-los em bases carreadoras, como óleos vegetais de coco, amêndoas doces, avelã, jojoba, rosa mosqueta entre outros, pois o uso contínuo do óleo essencial não diluído pode provocar sensibilização na pele.

Outro cuidado importante no uso tópico é evitar exposição ao sol após a aplicação para não gerar queimaduras e manchas. Os óleos que podem causar isso são chamados de fototóxicos, os mais comuns são: laranja, limão, tangerina, bergamota e arruda. Porém, algumas empresas produzem estes óleos essenciais livres de furanocumarinas (LFC), as substâncias fototóxicas, estes óleos essenciais LFC podem ser usados no sol.

Dentro do uso tópico, é possível aproveitar dos benefícios dos óleos de diversas maneiras, as principais são:

  • Aplicação direta: utilização diretamente no local afetado. Vale lembrar que como os óleos são muito potentes, maior concentração não significa maior eficácia. A aplicação de 1 a 5 gotas é suficiente para atingir o objetivo terapêutico.
  • Massagem: a massagem tem efeito muito eficaz na pele, músculos e tecidos conjuntivos e promove relaxamento, energização e equilíbrio. Para utilizar a Aromaterapia na massagem, é preciso diluir os óleos essenciais em algum óleo vegetal de qualidade, como óleo de coco, de linhaça, abacate, entre outros. A diluição recomendada é de 1 a 5%, mas pode chegar a 10% em casos graves de inflamações articulares e fibromialgia.
  • Compressas: os óleos essenciais também podem ser aproveitados através de compressas. É simples: encha uma bacia com 1L de água quente ou fria e coloque de 3 a 6 gotas do óleo essencial que preferir, depois disso, misture vigorosamente e embeba uma toalha na água aplicando no local por pelo menos 30 minutos.
  • Banhos: uma forma simples, prática e prazerosa de aplicar a Aromaterapia! Se for utilizar banheiras, aplique entre 3 e 6 gotas enquanto está sendo enchida e a pele irá absorver rapidamente. Você também pode diluir em sabonete líquido ou utilizar sais de banho com óleos essenciais. Se não tiver banheira em casa, adicione de 3 a 6 gotas de óleo essencial em uma bacia e despeje em seu corpo durante o banho, como os poros estarão abertos devido a água quente do chuveiro, o efeito será eficaz!
  • Banhos de assento: Para cada 3L de água adicionar 3 a 6 gotas de óleo essencial.

Você também pode utilizar os óleos essenciais no sabonete líquido ou gel de banho, desde que não contenham óleo mineral. Quando estiver tomando banho, coloque um pouco desta mistura em uma bucha vegetal e experimente a esfoliação com óleos essenciais.

Lembre-se: não utilizar os óleos essenciais dermo cáusticos que podem causar danos para a pele. Os principais óleos essenciais dermo cáusticos são o Orégano (Origanum vulgare), o Tomilho (Thymus vulgaris) e a Canela (Cinnamomum cassia / Cinnamomum zeylanicum).

 

2- Inalação

É o processo de absorção dos óleos essenciais através da difusão atmosférica, responsável por beneficiar a memória, hormônios e emoções através do sistema olfativo, além de tratar sinusite, rinite, laringite, bronquite e pneumonia.

  • Difusão: a maneira mais simples e efetiva de difundir um óleo essencial no ambiente é com a ajuda de um difusor de aromas. Por meio de difusores a vapor a frio, as moléculas dos óleos permanecem no ar intactas durante horas. Isso purifica o ar e acaba com bactérias, vírus, fungos e ácaros por causa das propriedades antissépticas. Difusores a calor precisam ter a temperatura controlada até no máximo 50-60ºC. Se a temperatura subir pode alterar a composição química dos óleos essenciais e diminuir suas qualidades terapêuticas. Utilizar de 5 a 20 gotas.
  • Inalação Direta: afeta o humor e as emoções. Segure o frasco de óleo essencial próximo ao nariz ou pingue de 1 a 3 gotas nas palmas das mãos, passe uma mão na outra e aproxime a 15 cm do nariz em forma de concha.
  • Algodão ou Tecido: coloque de 1 a 3 gotas do óleo essencial em um papel toalha, tecido, bola de algodão, lenço de pescoço, toalha ou fronha e segure perto do seu rosto e inale.
  • Vapor Quente: a técnica consiste em colocar de 3 a 5 gotas de óleo essencial em uma panela com água quente e posicionar o rosto em cima. Pela temperatura da água o óleo essencial vai evaporar rapidamente e penetrar pelo seu sistema olfativo. Você pode cobrir a cabeça com uma toalha ou um pano para criar uma espécie de sauna.
  • Ventilador: coloque de 3 a 10 gotas em um pedaço de algodão e prenda-o próximo ao ventilador. Ideal para lugares pequenos. Para lugares grandes diluir em álcool e umedecer um pano para colocar no ventilador.
  • Perfume ou Colônia: é um ótimo suporte físico e emocional, além de um aroma delicioso. Basta aplicar de 1 a 3 gotas de óleo essencial no pescoço e pulsos ou simplesmente crie uma colônia dissolvendo 10-15 gotas em 5mL de álcool de cereais e combinar essa mistura com mais 10mL de água destilada. Aplique no pescoço e pulso.

Dica do especialista: é preciso tomar cuidado com o excesso de estimulação olfativa. Por isso, é recomendado criar intervalos sem cheiros para que o olfato se renove antes de receber mais óleos essenciais.

 

3- Uso interno

O uso interno é quando você ingere ou internaliza o óleo essencial no corpo. Atenção: somente óleos essenciais 100% puros, naturais e completos podem ser utilizados assim. Saiba onde comprar óleos essenciais aqui.

A dosagem de referência é 25mg (aproximadamente 1 gota) para cada 20 kg de peso corporal, 3 vezes por dia. Ou seja, para uma pessoa de 60-70 kg a dosagem de 3 gotas 3 x por dia é uma dosagem segura e eficaz.

  • Sublingual: coloque de 1 a 3 gotas de óleo essencial debaixo da língua. Como as mucosas são altamente vascularizadas por capilares sanguíneos e não passam pelo metabolismo do fígado, os óleos entram na corrente sanguínea com muita eficácia. O efeito terapêutico é ainda maior do que por ingestão direta, por isso, doses menores são usadas para evitar irritação do tecido.
  • Método da Colher: pingue de 1 a 3 gotas em uma colher de água, mel ou óleo vegetal. Lembre- se de sempre ingerir depois das refeições e tome cuidado com os óleos essenciais dermo cáusticos como o Orégano, o Tomilho e a Canela.
  • Cápsulas: coloque de 1 a 5 gotas de óleo essencial em uma cápsula vazia, fechando e tomando com um pouco de água ou suco. Você também pode completar o restante da cápsula com algum óleo vegetal extra-virgem.
  • Bebidas: você pode adicionar 1 a 4 gotas de óleo essencial em bebidas como sucos, leites ou água antes de beber. Agite bem antes de ingerir! Muitas vezes, o resultado é delicioso. Para você poder experimentar agora, que tal tentar adicionar 1 gota de óleo essencial de Hortelã em 1 litro de suco de abacaxi? Também experimente adicionar 1 gota de óleo essencial de Cravo para 2 litros de suco de manga. Fica delicioso!
  • Culinária: adicione 3 a 5 gotas de óleo essencial em 100mL de azeite de oliva extra-virgem e adicione nos pratos. Sugestão: os óleos essenciais de limão, manjericão e orégano ficam excelentes juntos. Você também pode aromatizar seu molho pesto com uma gota de óleo essencial de gengibre e limão para cada 500g de molho. O resultado é surpreendente!
  • Inserção Vaginal: existem óleos essenciais muito eficazes para o tratamento de candidíase, infecções urinárias, miomas e cistos. Para aumentar mais sua eficácia, é desejável que sejam aplicados no local. Existem 3 maneiras principais de inserir óleos essenciais na vagina. Primeiro, dilua 3 a 5 gotas de óleos essenciais em 10-15mL de óleo vegetal extra-virgem. Insira com a ajuda de uma seringa e depois segure a misture com a ajuda de um tampão. Solte em seguida. A segunda maneira é embeber um absorvente interno com a mistura a seguir: 3 a 5 gotas de óleos essenciais em 10mL de óleo vegetal extra-virgem. Insira e retenha por algumas horas, ou mesmo durante toda a noite. A terceira maneira é adicionar 2 a 3 gotas de óleo essencial em água morna e inserir com a ajuda de uma seringa vaginal. Certifique que os óleos essenciais escolhidos não irritam as mucosas.
  • Supositórios: o uso de supositórios na Aromaterapia é bastante difundido na França e geralmente é recomendado para problemas respiratórios e outras doenças internas. Para se fazer o supositório utiliza-se manteiga de cacau e a aplicação deve ser feita por um profissional experiente.

Quer saber como tratar mais de 30 doenças diferentes com apenas 4 Óleos Essenciais? Clique aqui!

Gostou? Então aproveita para compartilhar com seus amigos!

Fechar Menu