Como são extraídos os Óleos Essenciais? Parte 2

Como são extraídos os Óleos Essenciais? Parte 2

Existem várias maneiras de se extrair os óleos essenciais das plantas aromáticas, e você aprendeu no texto anterior sobre a destilação por arraste a vapor, hidrodestilação e prensagem, no caso dos cítricos.

Hoje, você vai aprender sobre técnicas menos comuns e que são empregadas para extração de plantas aromáticas mas que oficialmente não resultam em óleos essenciais.

Quais são elas? 

A Extração por CO2 consiste em extração de alta pressão utilizando o gás carbônico (CO2) como fluido extrator.

É um método apropriado para extrair partes mais difíceis como raízes, tubérculos e cascas de árvores, pois a alta pressão consegue romper as células que armazenam os óleos essenciais.

Além disso, controlando a temperatura e a pressão é possível extrair substâncias químicas das plantas que não são encontradas nos óleos essenciais. Um exemplo é o Extrato CO2 de Calêndula, que até já foi tema de um vídeo no meu canal.

Esse é um método menos utilizado devido ao alto custo de seus equipamentos. Um aparelho pequeno para realizar essa extração custa 100 mil dólares, o que justifica o preço mais alto desses produtos.

Outra técnica é a Extração por solvente. Nesta técnica, utiliza se o hexano como solvente para extrair o óleo essencial. Muito empregada em plantas mais sensíveis como o Jasmim e Rosas.

Coloca-se a parte da planta utilizada junto com o solvente para o rompimento das células que armazenam os óleos, após esse processo faz-se uma nova extração para retirar apenas a parte mais aromática que é denominado de absoluto (ABS).

Resíduos de solvente (menos de 6%) podem permanecer no Absoluto, e portanto tratamentos via ingestão são desaconselhados.  Exemplos: Jasmin Sambac ABS, Cacau ABS, Rosa de Damasco ABS, Benjoim ABS, Ládano ABS, Mirra ABS, etc.

E por último, nós temos o ATTAR. Este método de origem indiana é utilizado há séculos para a fabricação de misturas de óleos essenciais. Plantas nobres como jasmim, rosas e néroli são destiladas em puro óleo essencial de sândalo. Essa combinação é laboriosa e recebe a denominação de Attar. Quando você for na Índia não deixei de adquirir um Attar para você.

Quer aprender ainda mais sobre Aromaterapia? Baixe nosso e-book gratuito O Guia Completo da Aromaterapia!

Fechar Menu